Estudo arqueometalúrgico de artefactos provenientes do Castro de Vila Nova de São Pedro (Azambuja, Portugal)

  • F. Pereira
  • R. J. C. Silva
  • António M. Monge Soares
  • M. F. Araújo
Palavras-chave: Calcolítico, Arsénio, composição elementar, microestrutura, micro-dureza de Vickers

Resumo

O Castro de Vila Nova de São Pedro (VNSP), localizado no concelho da Azambuja, distrito de Lisboa é um povoado com ocupação predominantemente calcolítica (III Milénio a.C.). O estudo incidiu num conjunto de 53 artefactos à base de cobre (na sua maioria em estado fragmentado) pertencente à extensa colecção metalúrgica de VNSP que se contra depositada no Museu Arqueológico do Carmo (MAC), utilizando micro-espectrometria de fluorescência de raios X, dispersiva de energias (micro-EDXRF), microscopia óptica (OM), microscopia electrónica de varrimento acoplada a micro-análise de raios X (SEM-EDS) e medidas de micro-dureza de Vickers. Os resultados mostram que os artefactos são constituídos essencialmente por cobre e cobre com arsénio, dos quais 38% podem ser considerados ligas de cobre-arsénio (As > 2%). Foi encontrada uma associação estatísticamente significativa entre os artefactos manufacturados nessa liga cobre-arsénio e os classificados como utensílios/armas (lâminas, pontas de seta e punhais). A análise microestrutural mostra que 73% do grupo foi modelado com ciclos de operações de forjagem mais recozimento e 23% dos artefactos receberam uma martelagem final a frio. Foi identificada uma associação entre a presença de uma forjagem final e artefactos apresentando maiores conteúdos em arsénio. Não se encontraram correlações directas entre o conteúdo em arsénio e/ou evidências de forjagem final com a dureza do artefacto. No entanto, foi observado que foi aplicada uma forjagem mais intensa no gume dos artefactos, independentemente do teor de arsénio na liga, obtendo-se uma maior dureza nessa área.

Publicado
2012-10-31
Como Citar
Pereira, F., Silva, R. J. C., Soares, A. M. M., & Araújo, M. F. (2012). Estudo arqueometalúrgico de artefactos provenientes do Castro de Vila Nova de São Pedro (Azambuja, Portugal). Estudos Arqueológicos De Oeiras, 19, 163-172. Obtido de https://eao.cm-oeiras.pt/index.php/DOC/article/view/219