Os primeiros bronzes do território Português: uma primeira abordagem arqueometalúrgica a um conjunto de machados tipo Bujões / Barcelos

  • Elin Figueiredo
  • Filipa Lopes
  • Maria de Fátima Araújo
  • Rui Jorge Cordeiro Silva
  • João Carlos Senna-Martinez
  • Elsa Luís
Palavras-chave: Idade do Bronze, machados, bronze, composição elementar, micro-FRX

Resumo

As primeiras produções de bronze no Oeste peninsular terão ocorrido durante a 1.ª Idade do Bronze. A metalurgia específica deste período de transição tem contado com poucos estudos arqueometalúrgicos, em particular no que diz respeito ao território português.

No presente trabalho efectuaram-se estudos elementares por espectrometria de fluorescência de raios X, dispersiva de energias (FRX) e micro-FRX a um conjunto de machados de tipologias Bujões e Barcelos, provenientes do Centro e Norte de Portugal, atribuídos à 1.ª Idade do Bronze. Os resultados indicam que foram fabricados numa liga binária de cobre e estanho, com ocasionais impurezas de arsénio, chumbo e antimónio. Os teores de estanho, na maioria dos casos, encontram-se entre os 8 e 11%, sendo semelhantes aos teores adoptados no fabrico de objectos de bronze de diversas tipologias numa fase mais tardia, durante o Bronze Final.

Publicado
2012-10-31
Como Citar
Figueiredo, E., Lopes, F., Araújo, M. de F., Silva, R. J. C., Senna-Martinez, J. C., & Luís, E. (2012). Os primeiros bronzes do território Português: uma primeira abordagem arqueometalúrgica a um conjunto de machados tipo Bujões / Barcelos. Estudos Arqueológicos De Oeiras, 19, 71-78. Obtido de https://eao.cm-oeiras.pt/index.php/DOC/article/view/208